Será que chegou a hora de ir ao oftalmologista? Descubra!

Será que chegou a hora de ir ao oftalmologista? Descubra!

Vermelhidão, sensibilidade à luz, visão embaçada, visão dupla, manchas, dificuldade para distinguir cores, fadiga visual. Todos esses são sintomas bem comuns que deixam claro a necessidade de consultar um oftalmologista. Normalmente eles acontecem de forma gradativa e vão piorando conforme o passar do tempo. Por isso, quanto antes você procurar o médico, mais rápido terá o diagnóstico, evitando futuras complicações.

O oftalmologista é o médico que cuida da saúde ocular. Seu objetivo é diagnosticar e tratar os problemas de visão, como miopia, hipermetropia, astigmatismo, catarata, glaucoma, entre outros. Ele também é responsável por identificar doenças que atingem as regiões próximas aos olhos, como as pálpebras e os canais lacrimais. Na prática, o que o oftalmologista faz na consulta é apurar todas essas informações, através dos testes de visão e exames. A Sociedade Brasileira de Oftalmologia sugere que se façam os popularmente conhecidos como “exames de vista” uma vez ao ano. Esse é o período ideal para identificar mudanças na visão e corrigi-las antes que se tornem problemas. 

Essas recomendações valem para todas as idades, mas a partir dos 40 anos, é comum que as consultas ao oftalmologista se tornem menos espaçadas. É a partir dessa idade que surge a presbiopia, que faz com que a pessoa tenha mais dificuldades para enxergar a curta distância. Nessa faixa etária são importantes também os exames que medem a pressão dos olhos. 

Ainda, existem outras condições que, se você perceber, precisará procurar um oftalmologista de maneira urgente. Se sua visão ficou ruim de uma hora para a outra, se acontecer algum acidente envolvendo um trauma forte, se houver contaminação com substâncias químicas e surgirem mudanças aparentes nos olhos, como manchas e secreções, vá ao médico imediatamente.

No entanto, engana-se quem pensa que somente quem tem algum sintoma precisa de uma consulta com oftalmologista. Algumas doenças oculares não apresentam sinais. Por isso, é fundamental visitar o oftalmologista periodicamente. Problemas que não forem diagnosticados e tratados a tempo podem levar a complicações graves, incluindo o comprometimento da visão.

Já fui diagnosticado e agora? 

Para pessoas que já foram diagnosticadas com alguma patologia específica ou que usam óculos e lentes para correção da visão, o espaço de tempo para consultar o oftalmologista novamente pode variar. É muito importante seguir a recomendação do médico, mas nem sempre é assim. Muitas vezes deixamos o tempo passar, achando que os óculos serão para sempre. Mal lembramos qual a graduação da lente, não é?

Bom, nossa memória pode até falhar, mas nosso organismo dá sinais de que algo não está bem. Existem indicativos bem comuns de que os seus óculos não estão mais adequados às suas necessidades, ou seja, que está na hora de trocar!

Você olha por cima das lentes?

Será que enxergar melhor olhando por cima das lentes, ou seja, não utilizar a lente, é um bom sinal? Obviamente, não? Isso só quer dizer que as lentes não são mais apropriadas ou a armação é muito pequena para seu rosto.

Impossível ver TV na cama 

Sim, é difícil para todo mundo que usa óculos. Mas não é impossível. Se deitar no travesseiro e ver um filme deitado e com conforto está sendo uma missão sem sucesso, pode ser que os seus óculos sejam muito pesados ou tenham lentes muito pequenas. Um acessório adequado vai facilitar esse momento de lazer. 

Desalinhado! 

Não tem jeito, os óculos parecem estar tortos. Você tem que ficar mexendo as orelhas, o nariz e o rosto no geral para se sentir confortável ou para que os óculos não caiam. Ou ainda, dar aquela empurradinha para eles ficarem rentes aos seus olhos. Se isso não for apenas uma sensação, é um sinal que não se pode ignorar. É preciso prestar atenção ainda se a armação aperta atrás das orelhas ou pesa sobre o nariz. Pode ser que ela já não seja mais adequada ao seu rosto. Uma armação nova e mais leve vai ser muito mais confortável. 

Dor de cabeça e visão cansada

Se você sente a chamada “vista cansada” mais do que o habitual, mesmo que não tenha passado horas a fio no computador e ainda tenha lentes antirreflexo, algo está errado. Se as dores de cabeça forem constantes, é muito provável que o problema esteja nos seus óculos. A lente provavelmente já não dá mais conta do seu problema visual. 

Se você se identificou com as situações acima, não pense duas vezes. Procure o oftalmologista e acerte suas lentes. Na ótica, os profissionais vão poder te orientar sobre as armações mais adequadas, garantindo assim a saúde da sua visão. 

CURIOSIDADE: oculista ou oftalmologista?

Podemos apostar que você já ouviu alguém falar que precisa ir no oculista se referindo ao médico oftalmologista, não é? Muita gente, inclusive, acredita que o termo “oculista” nem existe ou que é uma expressão antiga. O que você acha?

Se você respondeu que existe sim, está certíssimo! Mas, de fato, há diferença entre ele e o oftalmologista. A confusão entre os termos é bem normal, pois as duas profissões lidam com questões visuais. No entanto, o oftalmologista é um médico especializado nessa área, que vai diagnosticar e indicar o melhor tratamento para as doenças dos olhos, enquanto o oculista é um profissional técnico, especializado em interpretar as receitas passadas pelo oftalmologista. É ele também quem produz, adapta, monta e conserta os óculos, além de cuidar da manutenção e orientar sobre o melhor tipo de lente e armação para cada caso.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.